Cavalos-Marinhos

De Muros Agudos Iguais à Fome para Cavalos-Marinhos, por Ana Vitória Almeida

“Cavalos-Marinhos” surgiu com o processo, com os ensaios, com a vivência e com a mutação do que fomos construindo durante a criação das cenas. Enquanto “Muros Agudos Iguais a Fome” foi nosso “start”, onde tudo começou, foi nosso embasamento de texto e  inspiração para impulsos de pesquisa do que levamos pros ensaios. Era olhar a […]

As palavras do autor Yuri Marrocos

Eu gosto de escrever porque me sinto um herege, professando o mau agouro. Processos em escrita têm se sobressaído bastante na minha vida, talvez porque eu esteja faminto de alguma coisa ou bem longe disso que convencionaram como certo. Escrever Muros Agudos Iguais à Fome me deu bastante tesão. Não sei se foi meu gosto […]

Vestindo cavalos-marinhos

Cavalos-Marinhos Durante todo o processo a intenção do figurino era ser o mais sofisticado, colorido e com uma áurea futurista. Assim como a proposta de espetáculo, que nas cenas nos faz sentir o tempo correr, o figurino também tinha que passar isso e foi através dessa estética que sentimos que isso poderia ser possível. Como […]

Epílogo para Cavalos-Marinhos, por Daniel Noronha

EPÍLOGO para Cavalos-Marinhos Texto Original: “Muros Agudos Iguais a Fome” de Yuri Marrocos Adaptação: Daniel Noronha             O ano é 2019 e o que nos  resta  fazer nesse meio minuto de tempo antes que essa porra toda papoque, se não falar sobre esse tempo? Curtir pinturas de baleias nadando em petróleo enquanto devoram moças comendo […]

O Tempo, por Edivaldo Batista

  O tempo que não temos e nunca teremos para realizar uma montagem O tempo insuficiente para profanar corpos, delirar nas palavras que se desordenam gerando uma nova ordem! O tempo de que se arrasta em movimentos repetitivos, alinhados, compassados, frouxos, cansados, tensos, enlouquecidos O tempo de uma guerra que se instaura todas as manhãs […]

Após um olhar externo, por Ana Vitória

Durante os ensaios nos demos conta de como o fato de receber pessoas de fora pode mudar nosso olhar e postura sobre o trabalho, apesar de termos despertado algo que já sabíamos que era pra estar acontecendo, independente se teria alguém vendo ou não, antes de termos uma visita nem tudo estava fluindo. Pois o […]

“Muros Agudos” em ação e corpo, por Edivaldo Batista

Tenho pensado nesse processo que a palavra do texto  “Muros Agudos”  é ação para uma corporeidade em estado  de fracasso. Os atores que estão no processo compreendem a palavra/texto como um dispositivo que favorece apenas a construção de uma personagem, o que torna dificultoso construir essa palavra em cena. Então penso que se pensarmos essa […]

Primeiros Apontamentos de Bruno Santos

Primeiros apontamentos Muros Agudos Iguais a Fome – Primeiros Apontamentos Quem poderiam ser? Moradores locais de uma cidade que se encontram em estado de sítio, isolados dos seus familiares e obrigados a trabalhar sobre coerção do governo/exército. Mulher saía para trabalhar fora, trabalhava na casa de pessoas da alta sociedade e entende muito bem de […]

Rascunhos para PREAMAR, por Edivaldo Batista

Rascunhos para PREAMAR Estamos pensando muitas coisas durante essa montagem do Preamar. Lemos os quatro textos. Um por um. E aos poucos fomos nos tornando alguma coisa que gostaríamos, mas sem ainda saber de fato o que seremos, como seremos. Digo isso pelas escolhas naturais do próprio grupo que se forma para Preamar. A gente […]

A sala de ensaio

A sala de ensaio Dois diretores, Edivaldo Batista e Joel Monteiro, ambos ex-professores do Percurso Práticas do Ator, escolhidos por suas trajetórias, por suas propostas pedagógicas e pelo bom relacionamento já estabelecido entre estes alunos e professores, mais dez alunos, em sua maioria inexperientes, alunos que não se escolheram mutuamente, mas que dado o contexto, […]

Muros Agudos Iguais à Fome

 Um dos textos dramáticos escolhidos no processo de leituras dramáticas  foi Muros Agudos Iguais à Fome, do autor Yuri Marrocos. Uma das questões amplamente discutidas aos longo do Percurso Ateliê de Escrita Dramática, principalmente, mas também com os alunos do Percurso Práticas do Ator, foi a diferença entra a escrita dramática e a escrita cênica, […]

Ateliê de Escrita Dramática, leituras dramáticas e o processo de escolha dos textos para o Programa PREAMAR

Sendo o programa PREAMAR a união dos diversos alunos dos diversos percursos em prol da construção de um processo cênico, a primeira etapa consiste na apresentação, estudo, e leituras de mesa para experimentação dos textos dramáticos produzidos pelos alunos do Percurso Ateliê de Escrita Dramática. Assim como o Percurso Práticas do Ator e demais percursos […]

PREAMAR de Artes Cênicas 2019 – Poéticas da Existência

O PREAMAR é um programa no qual egressos dos percursos de iniciação se engajam em projetos de criação, sob a tutoria de profissionais de carreira consolidada. Como o nome do programa sugere, a ideia é elevar ao nível máximo as possibilidades de formação, criando uma turbulência potente e criativa, assim como as marés cheias do mar […]

Cavalos-Marinhos:

Partindo  do texto ” Muros Agudos Iguais a Fome” do autor Yuri Marrocos,  o espetáculo “Cavalos-Marinhos” traz quatro atores construindo  imagens, ações e  representações numa tentativa fracassada de caber no tempo.

 

PREAMAR de Artes Cênicas 2019 – Poéticas da Existência – Espetáculo Cavalos-Marinhos

Em 2019, o PREAMAR de Artes Cênicas, norteado pela temática anual “Poéticas da Existência” e especialmente influenciado pela pedagogia de Paulo Freire (tão atacada nesse ano),  traz dois processos criativos que culminaram em dois espetáculos cênicos: Cavalos-Marinhos e Corpo Pedrado. Foram 4 meses de intenso processo criativo (agosto-novembro), estreia (dezembro) e desdobramentos que seguem em curso.

Ao longo desses 4 meses, alunos egressos dos percursos Ateliê de Escrita Dramática, Práticas do Ator, Figurino e Iluminação formaram grupos de trabalho e estiveram juntos ciando esses dois espetáculos. Todos os alunos foram estimulados a trabalhar com autonomia e também com forte sentido de coletividade, fatores fundamentais para qualquer processo teatral.

 

Programa PREAMAR:

O programa tem como objetivo criar condições de intensas experiências estéticas, com vistas a aprofundar os estudos desenvolvidos no Programa de Formação Básica da Escola: Artes Cênicas, Artes Visuais, Audiovisual e Fotopoéticas. A proposta é compor equipes de alunos que passaram pelo Porto para se engajarem em projetos de criação de vídeos de ficção e documentários, montagens de peças, ensaios, exposições e outras práticas, sob a tutoria de profissionais de carreira consolidada.

Como o nome do programa sugere, a ideia é elevar ao nível máximo as possibilidades de formação, criando uma turbulência potente e criativa, assim como as marés cheias do mar aberto, a PREAMAR referida no título do programa.

* Coordenação Cursos Básicos em Artes Cênicas
Ângela Soares - angelasoares.portoiracema@gmail.com
Telefone: (85) 3219-5865


*Direção:
Edivaldo Batista - divaldo_tista@yahoo.com.br

*Autor:
Yuri Marrocos - yurimarrocos@outlook.com.br

*Elenco:
Ana Vitória Almeida - vihalmeid@gmail.com
Bruno Santos - brunnoloiro@hotmail.com
Daniel Noronha - danielnoronha89@gmail.com
Roger Oliveira - rogeroliveira488@gmail.com

*Iluminação:
Aline Rodrigues - aline_moreira@hotmail.com

*Figurino:
Diana Berreto - @diana_berreto
Marnylton Cabral - marnylton.santos@gmail.com / @marnylton

*Orientação de sonoplastia
Loreta Dialla - loretadialla@gmail.com

PARTICIPANTES

*Direção:
Edivaldo Batista


*Texto Original
"Muros Agudos Iguais à Fome"
Yuri Marrocos


*Elenco:
Ana Vitória Almeida
Bruno Santos
Daniel Noronha
Roger Oliveira

*Iluminação:
Aline rodrigues

*Figurino:
Diana Berreto
Marnylton Cabral

*Orientação de sonoplastia:
Loreta Dialla

*Cenário:
O grupo