Devaneio é performance entre o corpo e a luz, uma transição, o tempo funde os espaços e cria. Um delírio, uma nova memória. Paisagem construída sobre uma infiltração, um mapa para se encontrar. Nascente de narrativas crescentes.

Autorretrato de Sidnei Maia

Perguntas de Waléria Américo sobre Devaneio, projeto de Sidnei Maia

  1. Sidnei vou começar por uma imagem-imaginada, você no ateliê e na parede todos os desenhos, frases e fotografias. Na pesquisa autobiográfica existe a predominância do azul que escorre para tons rarefeitos da aquarela e outro momento viram tons escuros na foto. Eu queria que comentasse sobre a presença desse lugar que oscila entre a superfície e o profundo. Como você encontrou o azul na poética das suas imagens?
  2. Depois do mergulho o que resiste é o corpo, concorda? Eu queria olhar agora para algumas imagens performativas, onde você se pinta com aquarela, em gesto que parece querer borrar o contorno do corpo. Como foi o processo de criação desta ação, onde você une o desenho e a fotografia?
  3. Eu vejo que a imagem que você propõe na arte nasce da experimentação entre linguagens, tando o desenho, a fotografia, a performance emergem com o corpo. O díptico que você apresenta na exposição do Preamar revela esse movimento, a imagem me remete a uma paisagem submersa. Eu gostaria que partilhasse como foi a composição da obra Devaneio. Você acha que agora está olhando para outras cores, além do azul? 

 

Meu corpo se relaciona com as possibilidades que a água me dá, o azul vem de um lugar no qual eu já me afoguei.

Eu gosto de ver como minhas memórias protestam na pintura e no autorretrato. Coloco sobre mim o que pinto, espero perceber qual caminho isso percorre, registro quando os elementos se abraçam e o que é provocado após.

Esses trabalhos são originados através de experimentações onde construo um espaço, coloco minhas memórias reais e ficcionais a fim de se investigar.

Devaneio parte de uma inquietação, de um fragmento dessas Investigações, tornando uma parte de mim paisagem e me dando a possibilidade de experimentar outra cor.

 

Sobre Sidnei Maia
NB- Ele/Ela/Elu
Sidnei Maia é fotógrafo, pesquisador e artista visual. Entre as linguagens que trabalha tem experimentado  criar imagens na poética de sua existência. Tem realizado investigações sobre expressão de gênero e memória. Atualmente é integrante do coletivo non selected/não selecionadas.
Confira aqui outras imagens de Sidnei Maia.